Tuesday, September 11, 2007

11 DE STEMBRO

Reflectir sobre o 11/9, seis anos após o ataque terrorista às Torres Gémeas, é um exercício que se presta a ser manipulador e tendencialmente maniqueista. A dimensão política das imagens foi explorada até ao limite: esse limite em que a imagem deixa de valer pelo seu significado e passa a valer enquanto significante. As imagens são esvaziadas do seu conteúdo representativo - que exige reflexão para que esse conteúdo possa ser "lido" - e "esteticizam-se" passando a valer "por si próprias". A este processo poder-se-ia chamar (fazendo uso da mais distorcida utilização da palavra "design") de conversão da "representação" em "design". Uma coisa é certa, a leitura que fazemos das imagens que vemos resulta, em grande medida, do modo como essas imagens são "montadas". Esse trabalho de montagem é definitivamente político, e nesse trabalho de montagem o Design está cada vez mais envolvido.

Entretanto, as imagens permanecem "testemunhas", aparentemente mais vivas do que nós próprios.






1 comment:

reactor said...

Edito o seguinte comentário a pedido de Nuno Coelho:

"No Chile, no dia 11 de Setembro de 1973, o presidente democraticamente eleito Salvador Allende foi deposto, e posteriormente morto, através do golpe militar conduzido por Augusto Pinochet. O golpe, e a consequente ditadura que durou até 1990, foi apoiado totalmente pelo "Eixo do Bem" (aka EUA). Não se sabe o número exacto de mortes e de desaparecimentos resultantes do golpe e da ditadura, mas sabe-se que foram várias dezenas de milhares. Onde se vê os media falarem deste 11 de Setembro?" www.nunocoelho.net

ARQUIVO

PERFIL

REACTOR é um blogue sobre cultura do design de José Bártolo (CV). Facebook. e-mail: reactor.blog@gmail.com