Sunday, December 20, 2009





ALVA



A Selecção de Esperanças do Reactor, espaço dedicado a designers ou estúdios de design com menos de três anos de existência, inicia-se com a apresentação de alguns trabalhos dos ALVA Multidisciplinary Design Studio.

A primeira vez que reparei no trabalho dos Alva terá sido através de um flyer para uma JazzSession do Lux, estávamos no Verão de 2007. A partir daí fui-me habituando a vê-los associados primeiro à DIF, depois à Parq e, recorrentemente, ao Lux e Bica do Sapato, com trabalhos como este com uma intensa e estimulante exploração da cor e com um uso da tipografia que expressava identidade própria, espírito trendy e uma certa revisitação retro que, por vezes, me fazia lembrar trabalhos antigos do Hamish Muir e de uma certa onda britânica.

Mais recentemente, numa visita ao CAM da Gulbenkian, trouxe comigo a programação do ciclo Próximo Futuro. A brochura surpreendia tanto pelo formato como pela linguagem gráfica onde a forte tipografia de identidade do evento, o rígido logótipo da Fundação e a exploração do grande formato da fotografia combinavam num todo surpreendente mas equilibrado. Só quando cheguei a casa e fui procurar os créditos do design gráfico (distraidamente, quando peguei no objecto cheguei a pensar que pudesse ser dos R2 que haviam trabalhado com a Fundação Gulbenkian num evento anterior) me apercebi tratar-se de um trabalho dos Alva. Fiquei bastante agradado, por me parecer um trabalho revelador de uma forte maturidade de um estúdio jovem, capaz de trabalhar com diferentes clientes e a eles se adequar sem perder a sua identidade e a capacidade de arriscar, introduzindo novas soluções e proporcionando novas conotações aos eventos promovidos por esses clientes.




Type criado para o catálogo da exposição Espaços Sensíveis (Fundação la Caixa), Museu Berardo.




Ilustração para o calendário da M2, usada como capa da revista Étapes.




Menus Bica do Sapato, 2007/09.




Convite 10 Anos, Lux-Frágil.




Capa Próximo Futuro, Fundação Calouste Gulbenkian.



"Alva é um pequeno estúdio multidisciplinar, com um ano e meio de existência, que despertou a atenção pública pelo facto de, em 2008, ter ganho os oito prémios a que concorreu no Clube dos Criativos de Portugal. Estes “Óscares” do Design Gráfico devem-se ao empenho de Diogo Potes e Ricardo Matos, os fundadores do Alva, que abriram o seu espaço a Valdemar Lamego, o terceiro elemento deste atelier. São conhecidos de longa data, têm um percurso semelhante e dizem-se mais companheiros do que colegas. Recusam trabalhos a metro, centram-se na minúcia e no cuidado tipográfico, criado especificamente para cada projecto. Não sabemos se o conceito de “boutique gráfica” já existe, mas tem uma sonoridade que não lhes arranha o ouvido. Por tudo isto, da sua carteira de clientes fazem parte Lux, Bica do Sapato, Gulbenkian, Museu Berardo, Lx Factory, Red Bull e, é claro, a revista Parq!"

:::::::::::

Tratando-se do primeiro Selecção de Esperanças, de destacar que o banner foi criado pelo André Cerveira, a quem o Reactor presta homenagem e agradece. Designers e estúdios de design com três ou menos anos de actividade, que queiram ver o seu trabalho apresentado na Selecção de Esperanças, podem enviar uma selecção de 5/7 trabalhos (devidamente legendados) e nota biográfica para reactor.blog@gmail.com

No comments:

PERFIL

REACTOR é um blogue sobre cultura do design de José Bártolo (CV). Facebook. e-mail: reactor.blog@gmail.com